Fale Conosco:
(55) 3314-1315 | 9961-3595 | grokker@grokkeronline.com | linkeding youtube youtube

Mostrando itens por tag: recrutamento e seleção

Oi!

Tudo bem?

Ao longo dos meus 21 anos de experiência em Recrutamento e Seleção, muitos especialistas que trabalham na área têm me perguntado: "O que fazer quando um gestor abre uma vaga urgente, pagando abaixo da média, e ainda quer o candidato “top?”

Você já viveu situação semelhante?

Gravei um vídeo rápido ensinando o meu segredo!

Veja abaixo e depois me conta o que achou. :)

Grande abraço!

Daniele

O Gestor e o Processo de R&S

06 Maio 2015
Publicado em Blog

O processo de Recrutamento e Seleção inicia-se com a necessidade de contratar um novo profissional para aumentar o quadro de funcionários, uma substituição ou então a criação de um novo cargo. Geralmente, quem identifica essa necessidade é o gestor da área requisitante do profissional, e não a área de gestão de pessoas, ou RH.

O que acontece em muitos casos, para não dizer que na maioria, é que o gestor simplesmente manda ao RH um e-mail solicitando um profissional para seu setor, sem muitas informações da vaga. Convenhamos: “Pobre RH! Que se vire pra adivinhar o perfil da vaga e encontrar o profissional certo.” Você pode achar exagero, mas esta é a mais pura realidade em muitas empresas!

Um dos principais desafios atuais do RH é conscientizar os gestores sobre a importância de sua participação em algumas atividades dos processos de Recrutamento e Seleção!

Obrigatoriamente, após decidir por uma nova contratação, deve-se realizar o levantamento do perfil da vaga e o planejamento do processo seletivo.

Seguindo este pensamento, vou descrever abaixo alguns motivos para o Gestor participar de cada etapa:

A Análise de cargo é um processo que permite conhecer as atividades que o novo funcionário irá desenvolver. E para saber o perfil de candidato ideal, devemos primeiramente conhecer o cargo que essa pessoa vai ocupar; e ninguém melhor que o superior imediato para passar essas informações. Essa análise permitirá compreender o que é, como se faz e por que é feita cada etapa, e as condições necessárias pelo ocupante quanto à escolaridade, experiências, habilidades, responsabilidades, etc. A análise da descrição da função é importantíssima, pois a descrição da função é o instrumento utilizado pelo RH para realizar o recrutamento de candidatos e posterior seleção, pois desta forma a empresa terá de forma clara o perfil que o candidato deverá ter.

Feito isso, o Gestor poderá auxiliar ao RH a identificar os lugares onde poderão encontrar este profissional, pois ele tem contato direto com os demais colaboradores da empresa e provavelmente sabe de onde eles “saíram”. Digo que ele sabe se vieram de uma faculdade, curso técnico, de outra cidade... Com está informação, fica mais fácil definir a fonte e a maneira mais eficazes para o Recrutamento.

Selecionar pessoas não é uma tarefa fácil. É comparar seres completamente desiguais. Então, mais que conhecer a descrição da vaga e o perfil do candidato ideal, deve-se conhecer a cultura, os valores e os princípios não só da empresa, mas da área que está contratando, bem como da equipe de onde a vaga se originou. Mais que isso, conhecer e entender a missão, a visão, os objetivos estratégicos, os princípios da empresa para não contratar “um estranho”, ou seja, uma pessoa desalinhada com as necessidades da empresa.

Sabendo disso, o Gestor deve também realizar as entrevistas com os candidatos já pré-selecionados, pois é de suma importância para aumentar a assertividade na hora da contratação. Na entrevista o Gestor poderá identificar se o candidato tem o perfil comportamental adequado para sua equipe, bem como os conhecimentos necessários para desempenhar a função satisfatoriamente.

Do contrário, isto pode acarretar um desgaste e um prejuízo incalculáveis a organização, bem como desperdícios inimagináveis. Tais como retrabalho (já que a pessoa contratada não tem o perfil para o cargo), dinheiro e tempo de treinamento na pessoa "errada", tempo dos Supervisores orientando o recém-contratado, e muito mais.

Para que não haja esses contratempos, o ideal é sempre a participação do Gestor nos processos seletivos. Não acha?!

Conte-me como são conduzidos os processos de R&S em sua empresa, e quais suas experiências nos processos com e/ou sem o Gestor/Superior imediato.

Grande abraço!

Comentários